• Comunicação do CRT-RS

CRT-RS participa de Grande Expediente sobre a importância do Ensino Técnico


O presidente do Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Rio Grande do Sul (CRT-RS) Ricardo Nerbas e o presidente do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) Wilson Wanderlei Vieira participaram, como convidados especiais, do Grande Expediente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul (ALERGS) que tinha como tema “O Ensino Técnico – Oportunidade para jovens, desenvolvimento para o Rio Grande do Sul” realizado no dia 28 de abril, por iniciativa do Deputado Estadual Paparico Bacchi.


Com o plenário do parlamento praticamente lotado por professores, alunos das escolas técnicas e por dirigentes do Sistema CFT/CRTs, o deputado Paparico Bacchi abriu o seu discurso lamentando o preconceito existente em relação à carreira técnica no Brasil. Políticas públicas equivocadas, em seu entendimento, teriam criado pressupostos culturais no imaginário nacional que tendem a desmerecer o profissional técnico em relação ao de formação superior. O resultado seriam indicadores de formação técnica no Brasil que vão na contramão da maioria dos países desenvolvidos. “Enquanto aqui apenas 11% dos alunos do ensino médio optam pela formação técnica, o indicador encontra patamares muito diferentes em países como Alemanha (45%), Reino Unido (63%) e Finlândia, com impressionantes 72%”, enumerou o parlamentar. Segundo ele, um estudo da Fundação Getúlio Vargas, citado pelo deputado, mostra que pessoas que cursaram o ensino técnico possuem 38% de chances de conseguir um emprego de carteira assinada e uma remuneração 13% maior do que aquelas que não fizeram um curso profissionalizante.


O orador defendeu a volta das mostras e feiras de educação profissional e a aprovação do Projeto de Lei 164/2019, de sua autoria, que dispõe sobre a gestão democrática no ensino público, por meio de livre organização em cooperativas.


Outro assunto tratado pelo parlamentar foi o Projeto de Lei 39/2020, também de sua autoria, e já aprovado em três comissões permanentes da Assembleia Legislativa, que estabelece normas sobre Segurança, Prevenção e Proteção contra Incêndios nas edificações e áreas de risco de incêndio no Rio Grande do Sul. “Com a aprovação dessa proposta o parlamento devolve aos técnicos industriais com registro profissional no CRT-RS, uma atribuição que eles já possuíam quando tinham os seus registros no CREA”, justificou.


A deputada Luciana Genro (PSOL) e os deputados Dalciso Oliveira (PSB) e Luiz Fernando Mainardi (PT) se manifestaram por meio de apartes.


Também participaram do evento, diretores e professores das escolas técnicas, o vice-presidente do CFT, José Carlos Coutinho, os diretores do CFT, Francisco Viana Balbino e Bernardino José Gomes; o presidente do CRT-01, Luiz Dias, o presidente do CRT-SP, Gilberto Sacamoto, o presidente do CRT-MG, Nilson Rocha; o presidente do Sindicato dos Técnicos Industriais do RS (SINTEC-RS), César Augusto Silva Borges, o diretor da Fundação Liberato, Ramon Fernando Hans, o presidente do Sindicato dos Técnicos Agrícolas do RS (SINTARGS), Luiz André Sasso; o presidente da Associação Gaúcha dos Professores do Ensino Técnico Agrícolas (AGPTEA), Fritz Roloff, o prefeito de Agudo, Luiz Henrique Kittel, diretores, conselheiros e funcionários do CRT-RS, técnicos industriais e demais convidados.

37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo