• Comunicação do CRT-RS

CRT-RS realiza 7ª Plenária Extraordinária em Bagé



No dia 29 de novembro de 2021, às 14h, em formato misto (presencial e por plataforma on-line), foi realizada a 7ª Plenária Extraordinária do Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Rio Grande do Sul (CRT-RS), no auditório da Prefeitura de Bagé (RS). De forma excepcional, a plenária integrou a programação do evento CRT-RS na sua cidade: Semana Especial em Bagé. A Plenária contou com a diretoria do CRT-RS, conselheiros regionais e federais titulares e suplentes, representantes de outros Conselhos e público geral.


O Presidente do CRT-RS, Ricardo Nerbas, após saudações iniciais, deu início ao primeiro item da pauta, a apreciação e homologação da Deliberação Ad Referendum da Diretoria Executiva acerca da Reformulação Orçamentária do exercício de 2021, que foi aprovada pela Plenária. Em seguida, fora apreciado o tópico dedicado ao Manual de Fiscalização do CRT-RS. Depois de debate acerca da constituição do manual, fora decidido adiar sua votação, com prazo estendido para acrescer seu estudo.


Por último, fora relatado aos presentes as últimas atualizações das informações sobre as Eleições CFT/CRT-RS. Micheli Rosa, que integra a equipe jurídica do Conselho gaúcho, apresentou as diretrizes jurídicas que basilam as eleições do Sistema CFT/CRTs, que irá ocorrer em julho de 2022, para a gestão que vigorará de 2 julho de 2022 a 21 de junho de 2026. A advogada descreveu como será organizado todos os processos eleitorais envolvidos. Os eleitores escolherão cinco membros para a diretoria do CFT e 27 para o Plenário do CFT, como também, os membros da Diretoria do CRT-RS e 15 membros para o Plenário do regional. Quem desejar concorrer deverá ser requerer registro de chapa junto a Comissão Eleitoral Regional (CER), estabelecida perante o CRT da jurisdição, por decisão da Comissão Eleitoral Nacional. As eleições acontecerão em todo país, em datas fixadas pelo calendário eleitoral e divulgada em um edital. O voto é obrigatório, podendo ser praticado por técnicos industriais registrados e adimplentes, via cédula eleitoral física e de forma presencial. Micheli ainda ressaltou que todas as ações são realizadas aplicando o princípio da transparência em todas etapas dos processos.

25 visualizações0 comentário